Páginas

22 de dez de 2011

Trecho do volume 2 de Ventura


"Virei pra direita, atravessando o piso preto e branco do vestíbulo e entrei na antecâmara que antecedia o meu velho quarto. As portas e os umbrais, ricamente trabalhados em madeira e dourado, a luz fraca e artificial da noite que iluminava pobremente o salão através das enormes janelas que davam para o jardim, tudo parecia diferente. Menos natural, mais suntuoso. A visão do jardim me atraiu e parei na segunda janela, já ao lado da porta do meu quarto. A penumbra da antecâmara valorizava a iluminação delicada do jardim à noite. Eu amava aquele jardim. Mal podia esperar pra revê-lo sob a luz do sol.

Entrei no meu quarto, recebida pelo cheiro de madeira das paredes e por um perfume de lavanda. Acendi a luz e fiquei parada ali, perto da porta, reconhecendo a cama espaçosa e alta, o enorme espelho sobre a lareira, a escrivaninha que ficava virada para a janela do jardim, a penteadeira no lado oposto, dava para a Cour. Minha mala já estava ali, sobre uma pequena mesa ao lado do guarda-roupa. Sentei na cama, que exalava um frescor tão irresistível. Tirei os sapatos e deitei do jeito que estava. Dormi toda vestida e só acordei pela manhã."

Dicas de presentes para bebês & mais!

Não sei vocês, mas o que tem que criança nascendo à minha volta, é uma loucura! Pois eu também já presenteei com a linha Bebê Granado.

Os sabonetes em barra e líquidos existem nos perfumes Tradicional (muito suave mesmo), Lavanda (foto) e Erva-Doce, presentes também nos produtos de cabelos, shampoos e condicionadores suaves.
A linha ainda tem óleo, creme para assaduras e hidratante.

Mas se seu "filhote" é de outra espécie, você pode preferir um presente da linha Pet, que eu ainda não experimentei, mas pretendo fazê-lo assim que acabar o xampuzinho da Mia.


Shampoos Filhotes, Azul e Silicone(inclusive em tamanho "industrial", condicionador tradicional e colônia completam, com os sabonetes Coco, Enxofre e Glicerina, a linha de banho Pet que pode ser usada em cães, gatos e até cavalos e bois, minha gente!





Preços
  • Sabonete em barra Bebê: R$2,30
  • Sabonete Líquido Bebê: R$8,80
  • Shampoo Bebê: R$8,05
  • Condicionador Bebê: R$10,05
  • Shampoo Pet 250ml: R$13,95
  • Sabonete em barra Pet: R$2,80

21 de dez de 2011

Minhas dicas de Natal Phebo-Granado

Este ano fiz a festa natalina na minha lojinha cheirosa favorita do bairro, a Lojinha da Fábrica da Phebo. Tem um produto, de uma linha Granado muito favorita, a vintage, que eu recomendo para presentear, pois além de gostoso e de boa qualidade, é lindo e barato.

Os sabonetes bola são todos trabalhados em baixo relevo, uma belezura, e vêm com a cordinha para pendurar no lavabo, um luxinho vintage para a sua pia.

Tem o Salomé, fragrância que é minha paixão adorada dessa linha, o Superfino, também um favorito sempre presente na minha casa, e o novo perfume Um Sonho.

Tem também o Alfazol e o Benjoim, mas não gosto tanto desses perfumes. Na verdade eu detesto o de Benjoim.

A linha Vintage ainda conta com sabonete em barra, sabonete líquido e hidratante corporal, difusores e talcos dos cinco perfumes mencionados.

Meus presenteados também ganharam kits montados por mim com a linha glicerinada, que é bem clássica, faz bem pra qualquer tipo de pele e agrada a todos os gostos.


Com sabonetes em barra e líquidos, tem nos perfumes Tradicional, Mel, Erva-Doce, Algas e Amêndoas (este é o único de que não gosto muito, acho um pouco enjoativo, mas os outros são todos uma delícia!).
A novidade são os sabonetes de frutas tropicais, muuuuito cheirosos!

Coco, manga, goiaba, abacaxi, maracujá e banana. Quando fui à loja eles não tinham todas as frutas em estoque. Apaixonei-me pelo de abacaxi! Fazem um kit legal com o líquido de mel ou o tradicional.


Você encontra alguns desses produtos em supermercados e farmácias de todo o país, mas certamente a variedade é maior nas lojinhas e farmácias da Granado ou da Phebo (Rio, São Paulo e Belém).

Ainda darei mais dicas de presentes dessas duas marcas favoritas, Phebo e Granado: aguardem e confiram! ;P

Preços
  • sabonete bola Vintage: R$15,20
  • sabonete em barra Vintage: R$4,20
  • sabonete líquido Vintage: R$15,20
  • hidratante Vintage: R$16,20
  • talco Vintage: R$39,40
  • difusor Vintage: R$57,60
  • sabonete líquido Glicerina: R$8,40
  • sabonete em barra Glicerina: R$2,30
  • sabonete frutas tropicais Glicerina: no site da Granado só tem o kit, por R$15,75, mas eu comprei na loja os avulsos, não lembro quanto custou cada um...
Os preços são da loja virtual da Granado, e podem variar nas lojas da marca ou em supermercados e farmácias em geral

13 de dez de 2011

Descontexto

"Os olhares apaixonados pedem, como retribuições, gestos amáveis e sorrisos."

"[...] Lola olhava. Era por certo um olhar apaixonado. Lola não sabia olhar de outro modo. Incomodava um pouco, porque os olhares apaixonados pedem, como retribuições, gestos amáveis e sorrisos; e Boris não fora capaz do menor movimento."
[A idade da  razão,  Jean-Paul Sartre]

Fora de contexto, até Sartre pode ser fofamente citado no Facebook.

p.s.: Pois que meu avô, que ontem teria feito 92 anos caso vivo ainda fosse, emprestou-me um livro pela primeira vez. Um livro que ele ganhou do meu tio, Bebeto, no Natal de 86 e que eu "retirei" da biblioteca dele, no quarto da minha vó.

9 de dez de 2011

Receita de bûche de Noël


A bûche de Noël (tronco de Natal) é uma receita natalina tradicional francesa, e desde o ano passado eu estava querendo fazer. Trata-se de um rocambole, o mais importante é cortar e decorar para que pareça um tronco. Hoje eu fiz uma pela primeira vez, acho que de muitas...

Comece pela...

Receita básica de rocambole

6 claras em neve
6 gemas
6 colheres de sopa de açúcar
6 colheres de sopa de farinha de trigo
gotas de essência de baunilha

Depois de bater as claras em neve, junte as gemas uma a uma, e depois o açúcar e o trigo sem parar de bater. Por último a baunilha. Asse em forno médio por 20 a 25 minutos numa forma untada e enfarinhada (eu coloquei papel manteiga, foi facílimo desenformar), tem que ser uma forma grande o suficiente para que a massa fique fina e que dê pra enrolar.

Depois de pronto, desenforme sobre um pano de prato úmido (molhe e torça bem torcido) salpicado de açúcar. Daí enrole com o pano e deixe por 3 minutos, pra ir pegando a forma. Desenrola e recheia. Se for com Nutella, leva um pote de 350g só pro recheio. Mas pode rechear com geleia de frutas vermelhas, ou outra que combine. Depois tem que cortar as pontas e "colá-las" já com a Nutella pelos lados do tronco principal, como na foto, pra ficar parecendo uns tronquinhos cortados. Passar generosamente a Nutella por cima de tudo, cobrindo bem as emendas. Depois, com o garfo, faça os veios da madeiras, pode até brincar de fazer uns nós de madeira, desenhando umas elipses concêntricas com o garfo. Decorar como quiser, eu usei cerejas e papais noéis de plástico.



Aproveite a sua!

update da segunda bûche de Noël, dia 20/12: gente, se rechear com geleia fica mais gostoso, pois quebra um pouco o doce da Nutella com o azedinho da fruta, e ainda resseca menos quando guarda na geladeira. Usei geleia Queensberry de cereja preta. Na cobertura, mantive a Nutella, infalível no efeito tronco. Ficou melhor que a primeira!

6 de dez de 2011

Minha lista de Agatha Christie

Depois de eu ter colocado na minha lista de desejos "qualquer Agatha Christie que eu não tenha", alguns já me perguntaram como vão saber quais eu tenho. Vou ajudar vocês. Bora lá.

- Sócios no Crime
- Testemunha Ocular do Crime
- Hora Zero
- A Extravagância do Morto
- Uma Dose Mortal
- M ou N?
- Poirot Perde uma Cliente
- O Mistério Sittaford
- Treze à Mesa
- Mistério no Caribe
- O Assassinato de Roger Ackroyd
- E Não Sobrou Nenhum
- A Casa do Penhasco
- Poirot Investiga
- A Mansão Hollow
- Assassinato no Campo de Golfe
- A Noite das Bruxas
- Os Elefantes Não Esquecem
- O Misterioso Sr. Quin
- O Misterioso Caso de Styles
- O Caso do Hotel Bertram
- O Mistério do Trem Azul
- Assassinato no Expresso do Oriente
- Por que Não Pediram a Evans?
- Testemunha de Acusação e Outras Histórias
- É Fácil Matar
- O Detetive Parker Pyne
- Morte no Nilo
- O Homem do Terno Marrom
- Os Crimes ABC (ter eu tenho, mas tá perdido na casa do papai)
- A Casa Torta
- O Inimigo Secreto
- Convite para um Homicídio
- Intriga em Bagdá
- O Segredo de Chimneys
- Um Passe de Mágica
- Cai o Pano
- O Natal de Poirot
- Os Relógios
- Um Pressentimento Funesto (ainda não li)
- Os Trabalhos de Hércules (ainda não li)
- Os Quatro Grandes
- Poirot e o Mistério da Arca Espanhola & Outras Histórias
- Poirot Sempre Espera & Outras Histórias

Tá todo meio doido, fui fazendo de cabeça. A maioria é da L&PM.

5 de dez de 2011

Filmografia de Natal

Se tem uma coisa que eu amo da época natalina são os filmes fofos do tipo "todo mundo pode ser bom" que passam em tudo quanto é canal. Adoooro filme de Natal. E gosto de fazer uma seleção de filmes pra ver nos dias próximos à data, então vocês não querem me ajudar, me dando umas dicas?

Pra começo de conversa tem dois filmes que são absolutamente imexíveis, são eternos na minha seleção natalina.


"Buffalo girls won't you come out tonight, 
won't you come out tonight, won't you come tonight."

Oh, sim, It's a Wonderful Life, quem vai dizer que não é maravilhosa? Desafio o cabra a não se emocionar com este filme. Eu choro todo ano.

Meu segundo filme natalino favorito, mas o primeiro em ordem cronológica na vida, é Mickey's Christmas Carol, a versão da Disney para a minha história de Natal favorita, A Christmas Carol, do Charles Dickens. Aquela clássica do velho sovina que recebe a visita dos três espíritos do Natal.



Eu tenho o livro ilustrado de capa dura dessa história, desde tempos imemoriais, e todo ano eu leio. Ano passado baixei o vídeo, e juro que me senti com uns 8, 9 anos de idade de novo! É tão lindo e terno!

A animação é de 1983, e caso vocês não saibam, o nome original do tio Patinhas em inglês, Uncle Scrooge, vem justamente dessa clássica história de Dickens, pois o nome do velho avarento é Ebenezer Scrooge. Digamos que era o papel da vida do tio Patinhas, né?


Quem não quiser baixar, hoje é fácil encontrar o desenho completo no youtube, até mesmo em HD.

Este ano quero também baixar O Expresso Polar, que já vi, revi, trevi centas vezes. E já tenho prometido um dvd com duas histórias de Natal da Barbie, sendo uma delas justamente a versão da Barbie para o conto do Dickens. Esse dvd já está dentro da minha meia de Natal! ;D

E vocês, o que me sugerem?

2 de dez de 2011

Lista de sugestões de presente de Natal

Sugestões de lojas e marcas

1) Roupas
- Carlota: blusas de malha, preferência batas
- Hering: linha New Basics, camisetas ou regatas (XG)

2) Acessórios e sapatos
- Morana
- Arezzo (no. 38)
- Crocs (no. 38): de preferência do tipo sapatilha, não do modelo tradicional
- Havaianas (37/38)

3) Cosméticos
- Boticário: Nativa Spa ou maquiagem (exceto blush)
- Mahogany: batons, sabonetes ou folhas perfumadas para gavetas

4) Livrarias
- Saraiva: vale-presente, agenda Moleskine 2012 de bolso kit com 3 cadernos pautados Moleskine (qualquer cor, exceto amarelo) ou algo das sugestões abaixo.

Sugestões diversas


- Seinfeld, 4a. temporada
- The Big Bang Theory, 3a. temporada
- Coleção dvds Poirot com David Suchet, qualquer volume

Livros
- Mil Mágicas, Dianna Wynne Jones
- qualquer Agatha Christie que eu não tenha
- Assassinato no Expresso Oriente + Morte no Nilo em quadrinhos
- Morte na Mesopotâmia + O caso dos dez negrinhos em quadrinhos

- Barbie Cápsula do Tempo Superstar
- Barbie Leonardo da Vinci (Monalisa)
- Barbie Vincent Van Gogh (Noite estrelada)
- jogo Scotland Yard 120 casos

- Máquina de pão
- Secador de cabelo
- grill Multi George Foreman 360 um que a placa sai inteirinha pra limpeza)
- máquina de café Dolce Gusto Arno
- dvd player

1 de dez de 2011

Meme literário - dia 31

Dia 31 – Qual o livro que você leu esse ano que mais gostou? Fale sobre ele.



Au Bonheur des Dames! É do Emile Zola, e eu poderia dizer que o personagem principal desse livro não é uma pessoa, mas uma loja. Um grand magasin, ou seja, uma loja de departamentos. Lá pelo final do século XIX esse tipo de comércio foi inventado em Paris, e o Zola, como bom observador da sociedade, criou uma loja pra contar esse saga (inspirou-se no Bon Marché). A descrição do funcionamento da loja é inebriante, a gente se sente lá dentro! E por ali se desenrolam duas histórias: a do dono, Octave Mouret, empresário inteligente e determinado, e mulherengo; e Denise Baudu, a moça do interior, órfã, com dois irmãos menores, que vem pra trabalhar na pequena loja de tecidos do tio (na mesma rua do Bonheur).



O mais legal desse livro é justamente como a Denise compreende e aceita o novo funcionamento do comércio. Ela começa a trabalhar na lojinha do tio e a conviver com os pequenos comerciantes, todos cheios de ódio do "monstro", como chamam o Bonheur, que lhes rouba toda a clientela. Eles representam o antigo comércio, lojas muito específicas: uma só de sombrinhas, outra só de luvas, aquela só de anáguas, a outra só de tecidos e por aí vai. No Bonheur tem tudo, e em quantidade, por isso mais barato. Denise não pega rancor, e acaba indo trabalhar lá (pois o tio não tem condições de empregá-la). Ali ela percebe o mecanismo e concorda, entende que assim é a nova lei do varejo, mas continua sendo solidária com o tio e os colegas dele.



Vocês adivinham o final? Pois é, isso mesmo. ;)

obs: Sim, é claro, hoje não é dia 31, é dia 1o. É que o meme original era pra outubro, mas eu fiz a atrasilda e não quis perder a última pergunta.

30 de nov de 2011

Meme literário - dia 30

Dia 30 – Qual foi o último livro que você comprou? Fale sobre ele.

Acho que foi o Guia Passo-a-Passo Barcelona. Pior: logo depois fizemos umas contas da viagem e Barcelona saiu do roteiro do ano que vem. :\

29 de nov de 2011

Meme literário - dia 29

Dia 29 – Quantos livros em média você costuma comprar por mês? Você costuma comprar livros em sebos, ou prefere as livrarias? Compra muito pela internet?

Não sei quantos livros compro por mês, certamente há meses que não compro nenhum, mas acho que não há nenhuma fatura de cartão nesta casa que não tenha alguma parcela com livros pelo meio. Desde que abriu a Saraiva do Boulevard, aqui do lado de casa, a compra de livros tem se tornado mais frequente (especialmente aquela por impulso).

Não compro muito em sebos, mas uso bastante a internet.

28 de nov de 2011

Meme literário - dia 28

Dia 28 – O que você faz quando encontra uma palavra que não conhece durante a leitura? Para para procurar no dicionário? Anota para procurar depois? Ou tenta deduzir seu significado pelo contexto?



Tento deduzir o significado pelo contexto. Se a palavra aparece muitas vezes e ainda sinto falta de uma explicação mais precisa, daí procuro no dicionário. Em livros em língua estrangeira isso, é claro, acontece mais vezes, daí uso mais o dicionário, especialmente se uma frase inteira ou até um parágrafo ficam muito prejudicados por uma palavra (ou mais) que não conheço bem.

27 de nov de 2011

Meme literário - dia 27

Dia 27 – Você costuma fazer anotações enquanto lê? Se sim, onde? A ideia de fazer anotações no próprio livro lhe assusta?

Não é todo livro que eu marco, sublinho ou comento, mas não tenho problema nenhum em anotar no próprio livro, tenho vários anotados, sublinhados, marcados. Acho uma maneira de se apropriar do livro, de tornar a experiência mais pessoal. Brida, O Santo Graal e a Linhagem Sagrada, A Era das Revoluções são alguns dos meus livros mais rabiscados.

26 de nov de 2011

Meme literário - dia 26

Dia 26 – Qual o maior (em número de páginas) livro que você já leu? Quanto tempo demorou? Fale sobre ele.



Não tenho certeza, mas deve ter sido o Deathly Hallows, de 759 páginas. Li em um dia e meio. Comecei num sábado depois do almoço e terminei no domingo, perto da meia-noite. em seguida tive uma crise de choro perfeitamente compreensível e esperada.



Mas é preciso fazer uma ressalva: li Ana Karenina numa edição de 749 páginas com uma letra pequenininha, muito menor que a de Deathly Hallows, portanto deve ser maior.


25 de nov de 2011

Meme literário - dia 25

Dia 25 – Tem algum livro que você tenha mais de uma edição do mesmo? Se sim, por quê?



Tenho toda a coleção do Harry Potter em inglês (era pra ser toda da Bloomsbury, mas o último é da Scholastic, porque o marido comprou errado) e em português. Pra falar a verdade O Cálice de Fogo eu tenho até uma terceira edição, em português de Portugal, que meus pais trouxeram pra mim de viagem antes de sair o livro no Brasil. E por isso até hoje eu chamo os explosívins de explojentos. Que é um nome muito melhor.
O primeiro livro, o verde, à esquerda, é o exemplar português.
A coleção em inglês está atrás, exceto o Deathly Hallows e o Beedle, que estão deitados na frente.

Eu comecei a coleção em português. Comprei os quatro primeiros em inglês numa promoção na Disal que ficava ao lado do meu apê em São Paulo, daí resolvi completar as duas coleções.



Sherlock Holmes também, tenho a coleção completa em português do Círculo do Livro, onde li pela primeira vez, e um volume completo em inglês com as ilustrações originais do The Strand, que ganhei da minha melhor amiga. Também tenho um volume a mais em espanhol. Curiosamente também foi presente de viagem dos meus pais, que continuam me dando livros até depois de velha. :)



Fora isso, tenho Fanfan em francês e em português (li primeiro em português, e o Emerson me deu a edição francesa), e O Estrangeiro também, em francês (que comprei pra ler no curso superior) e português. O Pequeno Príncipe eu tenho em português, francês (comprado no Panthéon) e espanhol (este também foi minha mãe que me deu). Mulherzinhas, tenho em inglês e português (lindo e de capa dura), além de uma versão simplificada em inglês. A Volta do Parafuso, do Henry James, eu tenho três edições: em português, lindo e de capa dura, em inglês (em paperback) e a adorada edição simplificada da série Reencontro, que foi onde li, reli, treli mil vezes durante a adolescência e foi quando me apaixonei por uma das únicas histórias de terror de que gosto.

24 de nov de 2011

Meme literário - dia 24

Dia 24 – Você lê um livro por vez ou gosta de alternar a leitura em dois ou mais livros?

Compulsivamente vários por vez, sete, dez, enfim. Alguns quase podem ser considerados uma semi-abandono, porque passar meses com o marcador na mesma página, enquanto me dedico a outras leituras, mas acabo voltando e terminando. Eventually.

23 de nov de 2011

Meme literário - dia 23

Dia 23 – Você costuma ler e-books? Ou prefere o bom e velho livro em papel? Por que?

Nunca li um ebook na vida! :(

22 de nov de 2011

Meme literário - dia 22

Dia 22 – Cite um ou dois livros com títulos que você acha interessante. Você costuma escolher livros pelo título?



Gosto de todos os títulos das Desventuras em Série (especialmente os títulos no original, que formam um lindo conjunto, mas algumas traduções ficaram boas) e dos livros do Jeeves (PG Wodehouse) também, assim como "Aqueles Cães Malditos de Arquelau", do Isaias Pessotti. Todos esses eu escolhi pelo título, dessa coisa de andar pela livraria e ver o livro exposto por ali e achar que ia gostar de ler aquilo. E deu certo. 



Tem alguns títulos da Agatha Christie que eu também acho intrigantes, como "Why didn't they ask Evans?" ou "4.50 from Paddington", sem falar daqueles de canções infantis, tipo "Hickory Dickory Dock" e (que não li) "One, Two, Buckle My Shoe".


21 de nov de 2011

Meme literário - dia 21

Dia 21 – Quanto tempo em média você demora para ler um livro?

Vixe, isso depende horrores. Eu sou capaz de ler Deathly Hallows em inglês em menos de dois dias e de passar anos sem terminar O Senhor dos Anéis (e nunca considero que abandonei, porque gosto e quero ler até o fim!). Mas, na média, eu não sou das mais velozes.


20 de nov de 2011

Meme literário - dia 20

Dia 20 – Você gosta de poesias? Qual o seu poeta ou poema favorito?

Gosto, mas nem tanto assim. Não gosto de ficar lendo poesia, mas tem algumas que me conquistam. Meu poeta favorito é Fernando Pessoa.


19 de nov de 2011

Meme literário - dia 19

Dia 19 – Qual é o livro que você leu, gostou e recomenda para todo mundo ler também?

O dia do Curinga, sem pestanejar. É meu livro favorito.


18 de nov de 2011

Meme literário - dia 18

Dia 18 – Você lê livros que não são para sua idade? Como livros infanto-juvenis ou YA para quem é adulto, ou livros adultos para quem é adolescente.



Sempre! Adoro livros infantis e para adolescentes. Acho que Harry Potter nem entra mais nessa categoria, porque clássico não tem idade. Mas Desventuras em Série, Le Petit Nicolas, O diário da princesa, Os mundos de Crestomanci são alguns dos muitos exemplos de infanto-juvenis que li já adulta.


17 de nov de 2011

Meme literário - dia 17

Dia 17 – Cite um livro que você achou que iria gostar e acabou não gostando. Fale sobre ele.



Isso aí sim, aconteceu muitas vezes. Monte Cinco, por exemplo. Eu tinha lido até então todos os livros do Paulo Coelho e sempre gostei de todos. Brida é provavelmente um dos cinco livros que mais vezes eu li na vida. Mas Monte Cinco é uma porcaria, um saco, e não consegui passar do primeiro capítulo.



O Tesouro de Rennes-le-Château também, comecei a ler porque o tema me interessava muito, desde que li O Santo Graal e a Linhagem Sagrada, mas no fim a escrita era chata e não era nada do que eu esperava. Abandonei também.

16 de nov de 2011

Meme literário - dia 16

Dia 16 – Cite um livro que você achou que não iria gostar e acabou adorando. Fale sobre ele.

Acho que não comecei a ler nenhum livro achando que não ia gostar. Mas Persépolis (Marjane Satrapi) é um que eu não tinha muitas expectativas (curiosamente é um dos poucos livros emprestados que li) e acabei gostando muito. Não esperava que fosse tão divertido, porque não gosto muito de livro que é só engajado, e foi bem diferente do que eu pensei.


15 de nov de 2011

Meme literário - dia 15

Dia 15 – Qual é o seu vilão literário favorito? Por que?

Gosto muito de Sir Eustace Pedler, o vilão de O Homem do Terno Marrom, da Agatha Christie. Acho que porque no começo a gente nem sabe que ele é vilão, e é espirituoso, gosto da personalidade dele.

Mas se a pergunta for sobre o melhor vilão, o que é mais vilão, o mais bem-feito e bem-acabado vilão, teria de ser Dolores Umbridge. Porque ela é tão assustadoramente real.


14 de nov de 2011

Meme literário - dia 14

Dia 14 – Se você pudesse fazer uma pergunta para o seu escritor preferido (vivo ou morto), qual seria o escritor e qual seria a pergunta?

Não seria bem uma pergunta. Eu queria que a JK Rowling me contasse mais sobre o processo de produção do Harry Potter, como organizava os personagens, se ela já sabia desde o princípio tudo o que ia acontecer, como fez para que nenhum pequeno detalhe escapasse e tudo fizesse absolutamente sentido até o fim.

Diga tudo, garota!
[foto do site da Contigo]

13 de nov de 2011

Meme literário - dia 13


Dia 13 – Se você pudesse trocar de lugar com o personagem de um livro, qual seria? Que história dessa personagem você gostaria de viver?



Estou na dúvida entre Hermione Granger, mas eu sou meio medrosa e ela passa por uns perigos bem graves, Jane Marple, e aí seria difícil escolher a história, porque o que eu acho fantástico é poder descobrir esse monte de coisas que ela descobre assim, só observando as pessoas e sem obrigação alguma, e Bastian Baltasar Bux, afinal ele entra num livro e reconstrói um mundo a partir de seus desejos. 


Minha Miss Marple favorita


Mas acho que fico com o padeiro Hans, de O Dia do Curinga (Jostein Gaarder). É meu livro favorito na vida, e só pela possibilidade de ver de perto o trabalho de Frode, a ilha, as cartas, vivenciar o dia do Curinga, acho que nada bate isso.


Jostein Gaarder

12 de nov de 2011

Meme literário - dia 12

Dia 12 – Se você pudesse conhecer um lugar/mundo que só existe nos livros, qual seria? Por que?
Hogwarts. Hogwarts sem dúvida nenhuma. Oh, siiiim, Hogwarts com certeza. Se o ônibus fizer paradas para as compras, que sejam no Beco Diagonal e em Hogsmeade. Hogwarts foi um dos lugares mais perfeitamente bem descritos que eu já li na vida, e, meu deus, é uma escola, e eu queria frequentar aquelas aulas, cantar no coral, comer nas mesas enormes no Halloween, bater papo à beira do lago, assistir um jogo de quadribol. Enfim.

Draco dormiens nunquam titillandus

11 de nov de 2011

Meme literário - dia 11

Dia 11 – Cite um livro que fez você rir. Fale um pouco sobre ele.

Os livros que mais me fizeram rir na vida foram os três que li do PG Wodehouse. Quando leio em público, passo vergonha invariavelmente. O que mais gosto dele é o vocabulário, o estilo, o jeito de falar. Às vezes a coisa mais boba, quando dita pelo Bertie ou pelo Jeeves se tornam a piada mais hilária do mês.


Qualquer um do Le Petit Nicolas também me arranca risadas. A lógica infantil masculina é tão absurda e ao mesmo tempo tudo parece tão ridiculamente simples praqueles meninos!